Notícias - MedSênior

Dia da Saúde Ocular: 4 doenças mais comuns depois dos 49!


Você sabia que 10 de julho marca o Dia da Saúde Ocular no calendário da saúde? Decidimos criar este post, pois sabemos, que, com o processo de envelhecimento, problemas relacionados à área dos olhos são mais propensos. Reunimos as 4 doenças mais comuns na terceira idade, além de dicas de prevenção e os principais cuidados que você precisa ter, especialmente após os 49 anos. Continue lendo!
 

Quais são os problemas de visão na terceira idade?

 

À medida que nosso corpo envelhece, é comum que ocorra a diminuição da visão. A necessidade de luz mais intensa para concretizar tarefas do dia a dia, como ler, dirigir ou cozinhar, passa a ser maior.

 

Entre as alterações e distúrbios que ocorrem com maior incidência na terceira idade, estão:

 

1.Vista cansada (presbiopia)

 

Quem aí, depois de determinada idade, precisou afastar um livro ou revista para enxergar melhor? Após os 49 anos, essa dificuldade pode aumentar. É o que chamamos de presbiopia, que popularmente é conhecida como vista cansada. Seu oftalmologista, possivelmente, recomendará que utilize um óculos para enxergar de perto, caso possua.

 

2.Catarata

 

Doença da retina, caracterizada com uma das principais causas de cegueira em todo o mundo. Pessoas com catarata têm a perda da transparência do aspecto cristalino dos olhos, que possui a função de auxiliar no foco da visão em distâncias diversas.

 

Entre os sintomas da catarata, podemos citar: visão nebulosa ou dupla, sensibilidade à luz e enxergar pontos com brilhos. Pessoas com mais de 65 anos são mais propensas a desenvolver catarata, aumentando as chances a partir dos 75. Entre os fatores de risco, destacamos diabetes, tabagismo, doenças infecciosas e traumas na região dos olhos.

 

Para o diagnóstico da catarata, recomendamos que mantenha em dia suas visitas ao oftalmologista. O tratamento é feito por meio de cirurgia.

 

3.Glaucoma

 

O glaucoma é causado pela elevação da pressão intraocular, que provoca lesões no nervo óptico, comprometendo a visão. Sua evolução costuma ser lenta, mas, se não tratado, pode causar cegueira.

 

Como é assintomático em sua fase inicial, torna-se ainda mais importante o que falamos acima: visitas regulares ao médico! Os exames de rotina são determinantes para detectar mais facilmente esse transtorno. Em sua fase avançada, os sinais podem ser expressos em imagens embaçadas.

 

Embora o glaucoma não tenha cura, há tratamento clínico, à base de colírios e, em alguns casos, medicamentos via oral sob prescrição médica. Cirurgia e laser também podem ser indicados, a depender da orientação do especialista.

 

Já conhece o Centro de Oftalmologia MedSênior?

 

Nossos beneficiários têm acesso ao Centro de Oftalmologia MedSênior, em que é possível realizar exames e procedimentos oftalmológicos de menor complexidade.

 

Para saber mais sobre os diferenciais desse espaço, clique aqui!

 

Cuide da saúde dos seus olhos, sempre!

foto
Medsênior - cuidar, faz parte do nosso plano
Central de Atendimento
SAC: 0800 605 5505 4007-2001
Grande Vitória e Belo Horizonte
Av. Vitória, 1342, Ilha de Santa Maria
Vitória - ES - CEP 29051-040
ANS TISS